Mensageiro de Jesus

“A Verdadeira felicidade”

Entre anjos
Jesus, em suas atitudes diante dos necessitados, nunca tomou uma posição para depois, mas sim para o agora. Ofereceu o pão a quem tinha fome, a saúde aos doentes, a libertação aos cativos, consolou os aflitos e acolheu os oprimidos e marginalizados. A fé verdadeira se vive agora e não amanhã. Por isso é preciso que sejamos sensíveis às reais necessidades das pessoas, pois é o cristão a resposta de Cristo no mundo de hoje. Aí seremos bem-aventurados.
Nosso Senhor fala, hoje, ao nosso coração, da mesma forma que falou para aquela multidão, que o ouvia de coração aberto. Até então, os judeus consideravam bem-aventurados, os que tinham grandes terrenos, com colheitas fartas, animais cevados e filhos saudáveis em volta da mesa. Jesus revela que nada disso, em si, constitui a felicidade. Ele chama de bem-aventurados aqueles que, mesmo tendo bens materiais, não ficam presos a eles, mas partilham com os necessitados suas posses. Caso contrário, virão a ter fome da felicidade verdadeira, que o dinheiro não traz. Mas, onde estará, então, essa felicidade? Ela estará no coração de quem tem tempo para sorrir para os outros, conversar, oferecer-se para ajudar (e ajudar de fato), enfim, “gastar” o tempo para praticar a caridade. (Lc 6, 20-26).

Sobre o autor Visualizar todos os posts Autor website

Reinaldo

Reinaldo

O idealizador deste site quer que seus leitores recebam um precioso recado de Jesus, que os orienta sobre a melhor maneira de pensar, agir e viver.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado *