Mensageiro de Jesus

Descansai um pouco!

 

 

vem descançar

Os líderes vivem normalmente uma vida estressante. Sentem cansaço permanente diante das atividades, desafios e exigências que se multiplicam a cada dia. Como dar conta de tudo? Como se atualizar? Como não se cansar? Se um líder não descansa, fica doente; se não se atualiza, fica repetitivo; quando se trata de um líder religioso, se não reza, torna-se uma pessoa sem entusiasmo e alegria.

O problema não é novo e o Evangelho se refere a ele. Jesus quis que os apóstolos saíssem e fossem por toda a parte, para ensinar o que haviam aprendido. Eles partiram e, quando voltaram, contaram o que tinham feito e ensinado. Nesse meio tempo , foi chegando gente de todas as partes à procura de Jesus e dos apóstolos. Vendo, contudo, que os apóstolos estavam cansados e famintos, o Mestre lhes fez uma proposta: “Vinde, a sós, para um lugar deserto, e descansai um pouco!” (Mc 6, 30-32).

É necessário que, periodicamente, façamos o mesmo. E, em nosso “deserto”, procuremos responder algumas perguntas:

1ª O que estou fazendo, que não precisaria ser feito? Para iluminar nossa reflexão, lembremo-nos da advertência de Jesus, em Betânia: “Marta , Marta, tu te preocupas e andas agitada com muitas coisas…” (Lc 10, 41).

2º O que estou fazendo que poderia ser feito por outra pessoa? Facilmente nos julgamos tão importantes que acabamos menosprezando quem trabalha conosco. Pensamos:  Ele não saberá fazer este trabalho tão bem como eu! Também aqui Jesus nos ensina: tendo uma multidão faminta diante de si, ordenou aos apóstolos: ”Dai-lhes vós mesmos de comer” (Lc 9,13). Eles não conseguiram solucionar o problema. Apresentaram-lhe, contudo, cinco pães e dois peixes que, abençoados pelo Mestre, multiplicaram-se, alimentando a multidão. Que alegria para aqueles pobres pescadores, por terem colaborado, mesmo que de forma simples, para a realização do milagre!

3º O que estou fazendo que só eu posso fazer? Após a ressurreição de Cristo, quando perceberam que não poderiam dar conta de todos os trabalhos, os apóstolos escolheram homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, e lhes confiaram a tarefa da distribuição dos alimentos. E completaram: “Deste modo, nós poderemos dedicar-nos inteiramente à oração e ao serviço da Palavra” (At 6,4).

4º O que eu poderia fazer, que não estou fazendo? Voltemos a Betânia, e demos a palavra a Jesus: “Marta, Marta, uma só coisa é necessária…”(Lc 10,42).

A verdade é a seguinte: não somos, por certo, as pessoas mais ocupadas do mundo. O dia de grandes industriais, de presidentes importantes e de célebres cientistas, enfim, de pessoas que são mais importantes do que nós, tem também 24 horas. Mas eles organizam sua vida entre o que é essencial (isto é, o que deve ser feito em primeiro lugar), o que é importante ( o que deve ser feito depois do essencial), e o que é acidental (o que deve ser feito por último).

Somente com uma séria revisão de nossas atividades e de nossa maneira de enfrentá-las, poderemos dar um passo de qualidade em nossa vida, se não seremos submergidos pela rotina, pelos compromissos e pelo cansaço. Certamente não é isso o que Deus quer de nós!  D. Murilo Krieger

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO!

Sobre o autor Visualizar todos os posts Autor website

Reinaldo

Reinaldo

O idealizador deste site quer que seus leitores recebam um precioso recado de Jesus, que os orienta sobre a melhor maneira de pensar, agir e viver.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado *