Mensageiro de Jesus

É possível nós ajudarmos os refugiados?

sofrimentoJesus quando encarnado e vivendo entre nós, não podia ver ninguém sofrendo que Ele se compadecia e procurava ajudá-lo. Em seu Evangelho, nós vemos que Ele quer que façamos o mesmo com os pobres e necessitados. Ele quer que descubramos novos caminhos para que o mundo seja melhor.

No Evangelho de Mateus, cap. 25, Ele nos diz: “Porque tive fome e me deste de comer; tive sede e me deste de beber; “era estrangeiro e me acolhestes”; nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim. Os justos lhe perguntaram: Senhor, quando foi que te fizemos tudo isso? Então Jesus respondeu: Todas as vezes que fizestes isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim que o fizestes”.

Que a bondade demonstrada por Jesus, seja implantada em nossas palavras, atos e pensamentos. E que, em nossas ações e reações, façamos o bem, o máximo que pudermos, para que nos tornemos cada vez mais parecidos com nosso maior exemplo, Jesus!

Eu sei que todos estão sofrendo, todos nós estamos com o coração apertado por ver através dos meios de comunicações, a situação dos refugiados no mundo. Nosso sofrimento é grande, mas não chega a 10% do sofrimento deles. É muita gente, precisando de ajuda, são milhões de pessoas morando na rua da amargura. São homens, mulheres, crianças e idosos que estão deixando sua terra natal, procurando abrigo em outros países, muitas vezes, para não serem mortos. São gente como nós que não podem mais voltar ao conforto de suas casas, não têm um lugar limpo para cuidar de sua higiene pessoal, não têm um vaso sanitário para fazer suas necessidades fisiológicas, não têm uma cama limpa para dormir, não têm roupa para trocar, não têm um cobertor para aquecer seus filhos á noite, não têm água potável para beber, não têm comida para se alimentar e alimentar seus filhos, enfim, não têm esperança no futuro.

Imaginem, meus queridos e queridas, você e sua família numa situação dessas. Eu sei que é um problema de difícil solução, porque dar uma casa e um emprego para cada um deles é uma coisa muito difícil. Mas nós não podemos ficar de braços cruzados em frente à televisão, falando mal dos culpados por estar acontecendo tudo isso e sentindo pena de toda essa gente. Nós precisamos agir, isto é, fazer algo para minimizar o sofrimento dessas pessoas. De alguma maneira precisamos ajudá-los a sair dessa situação terrível que se encontram.

Não sei se conseguiremos resolver o problema totalmente, mas como aquela história do beija-flor que tentava apagar o enorme incêndio que destruía a floresta, pegando água com seu biquinho e jogando no fogo, nós também temos que fazer a nossa parte.

Que tal começarmos fazendo uma grande corrente de oração, intercedendo por eles junto a Deus Pai Todo Poderoso, pedindo que Ele tenha misericórdia desse povo, toque os corações dos governantes de todos os países do mundo, para que eles entrem nessa campanha de auxílio aos refugiados e assim, quem sabe essa gente sofrida possa receber como ajuda, um lugar para morar e trabalhar em algum canto de nosso planeta. Façamos o possível, que o impossível Deus fará por eles! Joelhos no chão vamos rezar pessoal.

                                                                                              contato@mensageirodejesus.com.br

    

Sobre o autor Visualizar todos os posts Autor website

Reinaldo

Reinaldo

O idealizador deste site quer que seus leitores recebam um precioso recado de Jesus, que os orienta sobre a melhor maneira de pensar, agir e viver.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado *