Mensageiro de Jesus

Que sejamos perseverantes na oração

 

Na_Fé-1

Jesus era extremamente didático: transmitia profundas verdades espirituais através se pequenas histórias chamadas parábolas. No Evangelho de Lucas, capítulo 18, versículos de 1 a 8, Ele conta a parábola da viúva persistente, e nos lembra que devemos ser perseverantes na oração. Ela nos incentiva a sempre continuar orando, mesmo que às vezes seja difícil ou ainda pareça que o Senhor não está nos ouvindo.

Esta é a história de uma viúva que clama a um juiz corrupto, um juiz que não sentia a menor vergonha de suas maldades, (como tantos que vemos hoje) nem mesmo nesse caso, que ele está negando o direito de uma pobre mulher desamparada. O mundo todo poderia gritar: “Que vergonha” ele não se importaria. Estamos falando de um homem com quem era extremamente difícil lidar. A viúva, por sua vez, estava do lado correto da lei, e seus direitos estavam sendo negados. Por alguma razão o juiz não atendia à sua causa, provavelmente faltava suborno. Temos que lembrar que esta parábola se passa em um mundo de cultura masculina, no qual as mulheres não iam aos tribunais. No entanto como a viúva não tinha ninguém para apoia-la, ela mesma clamava por uma audiência. A figura usada por Jesus, é de desamparo total. Ainda assim, a certa altura, o juiz começa a considerar a causa daquela mulher e por fim lhe provê seu direito. A insistência diária dela o irritou tanto que ela conseguiu ser ouvida.

Com isso o Senhor quer nos mostrar que, se até em condições tão adversas as demandas da viúva foram atendidas, muito mais as necessidades dos filhos de Deus o serão. Nós não clamamos a um juiz corrupto, mas a um pai amoroso. Os filhos de Deus não dependem de propinas para que seus casos sejam atendidos. Todos enfrentamos situações difíceis, mas diante de Deus nenhuma delas será como a da viúva desamparada que só tinha um juiz corrupto a quem clamar.

Diante das intempéries e dificuldades da vida, somos convidados a erguermos os braços, suplicando a Deus que nos ajude, para sairmos vencedores, amparados e fortalecidos. É necessário estar sempre em sintonia com Deus. Nesta parábola, a pobre viúva encontrou justiça e foi atendida. Deus nunca nos deixa sem uma resposta amiga e sincera, especialmente quando o nosso pedido é acompanhado pela humildade e pela fé.

DEUS GARANTE SEU AMOR E SUA JUSTIÇA MESMO SE SUA RESPOSTA DEMORAR.

 

 

 

Sobre o autor Visualizar todos os posts Autor website

Reinaldo

Reinaldo

O idealizador deste site quer que seus leitores recebam um precioso recado de Jesus, que os orienta sobre a melhor maneira de pensar, agir e viver.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado *