Mensageiro de Jesus

Refúgio seguro para vida inteira!

refugio                                      

A sogra de Pedro simboliza a situação de exclusão que as mulheres anciãs e doentes sofriam. Os discípulos servem de mediadores perante Jesus como um ato de solidariedade com o necessitado. Com três verbos Jesus indica o melhor caminho para relacionar-se com o oprimido: aproximar-se, tocá-lo e levantá-lo. Jesus espera que quem for curado, levantado e libertado, se coloque a serviço da causa do Reino. O serviço é parte da identidade cristã. As curas estendem-se a todos que chegam e mostram um Jesus que passa da palavra a uma prática que liberta enfermos e endemoniados. Jesus ensina a importância da oração ao começar toda a jornada missionária. Porque todos buscam Jesus? Pelos milagres ou porque querem aderir ao seu projeto? Jesus sabe que o entusiasmo popular baseado só nos milagres e não na idéia de Reino de Deus, falsifica sua missão. Os milagres são expressão de solidariedade e libertação e não um simples espetáculo. (Mc 1, 29-39)

A leitura deste texto bíblico mostra-nos Jesus, o próprio Deus, em tempo de oração durante a madrugada. Poderíamos pensar que ele não tivesse necessidade de orar, mas mesmo assim separava sempre um tempo para essa atividade. Ele sentia necessidade de orar, sim. Talvez fosse antes de tudo o simples desejo de ficar conversando com o Pai.

Muito ouvimos falar da nossa necessidade de orar. Muito já se pregou sobre oração; temos consciência de que precisamos dela, conhecemos nossas necessidades e sabemos que elas devem ser apresentadas a Deus. Sabemos também da promessa de que Deus ouve todas as orações. Porque então resistimos tanto em separar um tempo especial para conversar com Deus?

Quando analisamos esta questão e procuramos uma possível resposta, percebemos que muitas vezes vamos a Deus apenas quando sentimos falta de algo, quando deveríamos ir a Ele como vamos a um amigo e confidente. O grande problema é este: não fazemos de Deus nosso amigo “mais apegado que um irmão”(Pv 18. 24), mas o reduzimos a solucionador dos nossos problemas e supridor das nossas necessidades. Se mudarmos o nosso foco e olharmos para Deus para fazer dele um verdadeiro amigo, nosso confidente, a oração não será uma necessidade, mas um desejo profundo do nosso coração em estar com Deus, será um momento de prazer e alegria conversar com Ele. Deus não tem interesse em ser um refúgio para o fim de semana, um bangalô para o domingo ou um chalé para o verão. Não cogite usar a Deus como uma cabana de ferias ou retiro ocasional. Ele quer você sob seu teto agora e sempre. Ele quer ser seu endereço, seu ponto de referência; quer ser o seu lar.

Sobre o autor Visualizar todos os posts Autor website

Reinaldo

Reinaldo

O idealizador deste site quer que seus leitores recebam um precioso recado de Jesus, que os orienta sobre a melhor maneira de pensar, agir e viver.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado *